sábado, 8 de março de 2014

A mudança se faz em pequenos hábitos


Estive pensando em como andamos levando a vida.

Olhar para trás e seguir em frente. Sempre lembro de como minha oma tinha a sua "rocinha" e lá plantava vários tipos de alimentos: aipim, cará, japão e que também criava galinhas. O pão fresquinho, o cuque eram feitos no forno a lenha. Até mesmo o leite e a carne eram produtos de casa, pois também criavam-se porcos e tinham uma vaquinha. Como não se tomava todo o leite tirado do dia, a "sobra" era vendida entre os vizinhos. Essa era uma realidade há 30/40 anos e até menos do que isto. 

A alimentação de antigamente era bem mais natural, sem conservantes e todos estes aditivos. Era tudo "orgânico", este termo que está tão em moda hoje em dia e que antigamente era uma característica óbvia. 


É claro que, hoje é mais difícil ter esta realidade. A grande maioria da população mora em apartamentos e mesmo para aqueles que moram em casas, os terrenos são cada vez menores. Os geminados se popularizam, 50 metros quadrados de concreto e cimento, onde dá para montar uma pequena horta para as ervas, temperos e olhe lá. 

Neste ponto me sinto privilegiada por ter a oportunidade de morar em uma casa com um quintal grande, parte de onde no passado meus avós cultivavam seus alimentos. E ali passo horas olhando a "mini floresta" e posso de vez em quando comer pitanga, goiaba, abacate, banana, tangerina colhidos direto do pé. Carambolas, aquela fruta em forma de estrela que nessa época do ano cai em pencas. 

Isso não quer dizer que devemos voltar a viver totalmente como se vivia no passado. Sem radicalismos. Mas algumas mudanças pequenas podem fazer toda a diferença a longo e curto prazo. Não preciso seguir rigorosamente uma dieta detox só de sucos. Mas posso incluir no meu dia a dia alguns sucos mais saudáveis. Não preciso ser radical e eliminar totalmente os produtos industrializados, mas posso pensar em preparar mais refeições em casa. Um passo de cada vez.

E não é só na alimentação. Estes dias fui no médico e descobri que estava com nível de vitamina D bem baixo. Essa vitamina tão importante para a absorção do cálcio, para evitar problemas ósseos, entre outras coisas. Nada que uma mudança pequena de hábito não resolva. Basta tomar um pouco (mas não muito!) de sol da manhã ou do final da tarde. Estamos tão acostumados a passar a maior parte do dia dentro de escritórios, empresas, fábricas que nem nos damos conta que mal vemos a luz do dia.

A mudança se faz em pequenos hábitos. Como disse Gandhi, "Seja a mudança que você quer ver no mundo". E toda mudança começa por um pequeno passo.

0 comentários:

Postar um comentário